Politica de Privacidade

  1. A Troubleline Lda., com sede na Av. Infante D. Henrique, n.º 333H – Esc. 15, 1800-282 Lisboa, Portugal, e NIF 510 243 754, doravante designada por Troubleline, respeita a privacidade individual e valoriza a confiança dos seus utilizadores, membros e parceiros.
  2. A Troubleline tem em vigor uma política de privacidade que garante um compromisso de segurança para todos os utilizadores deste website, nomeadamente no que respeita ao tratamento dos respetivos dados pessoais. A Política de Privacidade poderá ser revista e, como tal, recomenda-se a sua consulta sempre que aceder ao website.
  3. A entidade responsável pelo tratamento dos dados pessoais é a Troubleline, podendo o responsável pela sua gestão ser contactado através do e-mail info@troubleline.pt.
  4. Os dados pessoais dos clientes, fornecedores e meros interessados, doravante designados por Clientes, são tratados por serem necessários à correta prossecução dos pedidos efetuados, à correta análise das necessidades de serviços solicitados, ao envio e elaboração de propostas e orçamentos, à celebração e execução do contrato, ao cumprimento das obrigações legais impostas à Troubleline, para alcançar os interesses legítimos da Troubleline ou porque foram objeto de consentimento.
  5. Os dados identificados no formulário de contato, como sendo de fornecimento obrigatório são indispensáveis à prestação do serviço pela Troubleline. A omissão ou inexatidão destes dados, ou demais informações prestadas pelo Cliente, são da sua inteira responsabilidade.
  6. Os dados pessoais fornecidos pelo Cliente, ou gerados pela utilização do serviço, serão processados e armazenados informaticamente, cuja utilização pela Troubleline se destina a: marketing e vendas, gestão de cliente e prestação de serviços, gestão contabilística, fiscal e administrativa, gestão de contencioso, gestão de rede e sistemas, controlo da segurança da informação e da segurança física, gestão de operadores e cumprimento de obrigações legais.
  7. O tratamento de dados para efeitos de marketing será efetuado de acordo com a opção de consentimento manifestada pelo Cliente. O consentimento deve ser prévio, livre, informado, específico e inequívoco, manifestado numa declaração escrita, oral, ou através da validação de uma opção. O Cliente pode opor-se, a qualquer momento e por qualquer meio, ao tratamento de dados para efeitos de marketing.
  8. Os dados pessoais são conservados por diferentes períodos, consoante a finalidade a que se destinam e tendo em conta critérios legais, de necessidade e minimização do tempo de conservação. Mais concretamente, os dados de orçamentos e projetos poderão ser conservados até ao final do período durante o qual a fatura pode ser legalmente contestada ou o pagamento reclamado, ou pelos períodos legalmente definidos para efeitos de investigação e ações judiciais.
  9. A Troubleline apenas recebe dados pessoais (tais como, a título de exemplo, nome, morada, NIF, número de telefone ou endereço eletrónico) quando enviados voluntariamente através do(s) website(s) ou serviços que disponibiliza.
  10. Esta informação só pode ser utilizada pela Troubleline como forma de contacto e utilização do(s) seu(s) website(s) e serviços, nomeadamente para envio de newsletters e informações referentes às atividades desenvolvidas.
  11. No processo de envio de informação pessoal, o(s) utilizador(es) é/são o(s) único(s) responsável(eis) pela veracidade dos dados por si introduzidos e aceita(m) essa obrigação, solicitando-se que proceda(m) à atualização dos mesmos quando tal se mostre necessário, garantido assim a sua exatidão.
  12. Os dados fornecidos não serão transmitidos, nem transferidos para terceiros sem o consentimento prévio do(s) visado(s), sendo exclusivamente mantidos em servidores localizados em países da União Europeia ou Estados Unidos.
  13. A Troubleline mantém os dados recebidos num banco de dados eletrónico, no qual constam as informações pessoais enviadas de modo voluntário.
  14. A Troubleline, plenamente consciente do uso e tratamento a dar aos dados de natureza pessoal ou profissional, e em virtude do normativo legal em vigor, dispõe de um sistema (e ficheiro) automatizado, de forma a garantir a segurança, integridade e confidencialidade dos dados fornecidos pelo(s) utilizador(es).
  15. A Troubleline adotou os níveis de segurança necessários à proteção de dados dos seus utilizadores, bem como medidas técnicas para evitar a perda, uso indevido, alteração, acesso não autorizado e roubo dos dados fornecidos.
  16. Os registos nas bases de dados da Troubleline garantem informação sobre o número total de visitantes, visitas em cada página, assim como os nomes de domínio dos operadores de Internet (ISP) dos utilizadores e visitantes. Nenhuma informação pessoal identificável é recolhida no processo de visita ou utilização dos conteúdos.
  17. A Troubleline disponibiliza aos seus utilizadores ligações a outros websites que considera úteis e com finalidade informativa. A Troubleline não se responsabiliza pela política de segurança e privacidade, forma, conteúdo e práticas dos websites acedidos pelo utilizador através das ligações disponibilizadas.
  18. Mediante a utilização do website, o(s) utilizador(es) consente(m) a recolha e tratamento da informação mencionada nesta Política de Privacidade, reconhecendo que esta poderá ser alterada pela Troubleline sem qualquer comunicação prévia ou posterior. Qualquer alteração à política de privacidade do website da Troubleline será expressamente prevista nesta página.
  19. Em caso de dúvida, prevalece a interpretação do original deste documento, em português.
  20. Para esclarecimento de dúvidas quanto aos termos da Política de Privacidade do website da Troubleline, contacte-nos.